LUZ – TREVAS

LUZ – TREVAS

Na 1ª carta de João

1 Jo 1,5 Esta é a mensagem que dele ouvimos e que agora lhes anunciamos: Deus é luz e nele não há trevas.(Cf Jo 8,12)

6 Se dizemos que estamos em comunhão com Deus e no entanto andamos em trevas, somos mentirosos e não pomos em prática a Verdade.

7 Mas, se caminhamos na luz, como Deus está na luz, estamos em comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu filho, nos purifica de todo pecado.

1 Jo 2,8  E, no entanto, o mandamento que lhes comunico é novo – pois ele é verdadeiro em Jesus e em vocês – porque as trevas já estão se afastando, e a verdadeira luz já está brilhando.

9 Quem afirma que está na luz, mas odeia o seu irmão,(Cf. Jo 3,20)   ainda está nas trevas.

10 Quem ama o seu irmão permanece na luz, e nele não há ocasião de tropeço.(Cf. Mc 9,42-50)

11 Ao contrário, quem odeia o seu irmão está nas trevas: caminha nas trevas e não sabe aonde vai, porque as trevas lhe cegaram os olhos.

 

-> 1Jo 1,5-7: Deus é luz: A luz de Deus é o seu amor pelos homens (cf. Jo 3,16). Estar nas trevas é estar longe de Deus. Isso, na prática, significa estar afastado do irmão; em outras palavras, odiá-lo (1 Jo 2,11). (BP)

->  Deus é luz. Luz é sinônimo de vida, de realidade do bem; trevas são tudo o que se opõe à vida, indicam as realidades contrárias ao projeto de Deus. Caminhar na luz é aceitar o projeto de Deus realizado na vida e morte de Jesus Cristo (cf. 1Jo 1,5-7). Esse caminho tem quatro condições:

a)   reconhecer-se pecador (cf. 1Jo 1,8-2,2);

b)   o amor (cf. 1Jo 2,3-11);

c)   não amar o mundo (cf. 1Jo 2,12-17);

d)   preservar-se dos anticristos (cf. 1Jo 2,18-28).

(Por Maria Antônia Marques do CBV em “Quem reconhece que Jesus Cristo veio na carne é de Deus” (1Jo 4,2). Introdução à primeira carta de João)

 

NO NOVO TESTAMENTO

-> No Novo Testamento o tema da LUZ desenvolve-se através de três linhas principais, mais ou menos distintas:

1. Como o sol ilumina uma estrada, também é luz tudo que ilumina o caminho para Deus:

+ outrora  -  a Lei,  -  a Sabedoria e   - as Escrituras (Cf. Ecl 2,13; Pr 4,18-19; 6,23; Sl 119,105;

+ agora   - o Cristo (Cf Jo 1,9; 9,1-39; 12,35; 1Jo 2,8-11; e Mt 17,2; 2 Cor 4,6) comparável à Nuvem luminosa do Êxodo (Jo 8,12; Cf. Ex 13,21s; Sb 18,3s). Finalmente todo cristão, que manifesta Deus aos olhos do mundo (Mt 5,14-16; Lc 8,16;Rm 2,19; Fl 2,15; Ap 21,24)

 

2. A luz é símbolo de vida, felicidade e alegria;

As trevas, símbolo de morte, desgraça e lágrimas (Jó 30,26; Is 45,7; Cf. Sl 17,15)

Às trevas do cativeiro se opõe, portanto, a luz da libertação e da salvação messiânica (Is 8,22-9,1; Mt 4,16; Lc 1,79; Rm 13,11-12), atingindo até as nações pagãs (Lc 2,32; At 13,47), através do Cristo-Luz (Jo – Cf. os textos citados acima; Ef 4,14) para se consumar no Reino dos Céus (Mt 8, 12; 22,13; 25,30; Ap 22,5; cf. Ap 21,3-4).

3. O dualismo luz-trevas vem caracterizar, por isso, os dois mundos opostos do Bem e do Mal (cf. os textos essênios de Qumrã). (ou melhor: de quem faz o bem e de quem faz o mal ou deixa de fazer o bem). No NT, aparecem os dois reinos sob os respectivos domínios de Cristo e de Satanás (2Cor 6,14-15; Cl 1,12-13,; At 26,18; 1Pd 2,9), um pelejando por vencer o outro (Lc 22,53; Jo 13,27-30). Os homens se dividem em filhos da luz e filhos das trevas (Lc 16,8,; 1Ts 5,4s; 1Jo 1,6-7; 1Jo 2,9-10) e se fazem reconhecer por suas obras (Rm 13,12-14; Ef 5,8-11). Essa divisão (julgamento) entre os homens tornou-se manifesta com a vinda da Luz, obrigando cada um a se definir a favor ou contra ele (Jo 3,19-21; 7,7; 9,39; 12,46; Cf 5,12-13). A perspectiva é otimista: as trevas, um dia, terão que ceder lugar à luz (Jo 1,5; 1Jo 2,8; Rm 13,12)

(Roda-pé de Jo 8,12 na Bíblia de Jerusalém)

 

** JESUS É A LUZ DO MUNDO - Celso Loraschi

** JESUS É A LUZ DO MUNDO - THOMAZ HUGHES

**Veja mais subsídios sobre JESUS É A LUZ DO MUNDO – João 8,12-59 

Ap 21,23 :- O CORDIERO É A LUZ que ilumina a nova cidade com a glória de Deus

** VEJA ONDE APARECE A PALAVRA LUZ NA BÍBLIA

******************

ÍNDICE GERAL DO APOCALIPSE

Responsável por este trabalho:

Xavier Cutajar

xacute@uol.com.br       http://xacute1.com

Leave a Reply