ENVIAR – MANDAR

JESUS É O ENVIADO DO PAI

ENVIAR [pe,mpw]: 1,22; 1,33; 4,34; 5,23; 5,24; 5,30; 5,37; 6,38; 6,39; 6,44; 7,16; 7,18; 7,28; 7,33; 8,16; 8,18; 8,26; 8,29; 9,4; 12,44; 12,45; 12,49; 13,16; 13,20; 13,20; 14,24; 14,26; 15,21; 15,26; 16,5; 16,7; 20,21

 

MANDAR [avposte,llw]: (no sentido de enviar) 1,6; 1,19; 1,24; 3,17; 3,28; 3,34; 4,38; 5,33; 5,36; 5,38; 6,29; 6,57; 7,29; 7,32; 8,42; 9,7; 10,36; 11,3; 11,42; 17,3; 17,8; 17,18; 17,18; 17,21; 17,23; 17,25; 18,24; 20,21

 

1,6   Apareceu  um homem mandado (avpestalme,noj) por Deus,

cujo nome era João.

 

1,19 O  testemunho  de João foi assim.

        Os judeus mandaram (avpe,steilan) de Jerusalém

        sacerdotes (i`erei/j) e levitas (Leui<taj) para perguntarem a João:

             “Quem é você?”

 

1,24   Ora os que tinham sido mandados (oi` avpestalme,noi)

eram da parte dos fariseus.

 

 

1,22      “Quem é você?

       Temos que levar uma resposta

       para aqueles que nos enviaram (toi/j pe,myasin h`ma/j).

           Quem você diz que é?”

 

1,32 E João deu este testemunho:

“Eu vi o Espírito, como pomba, descer do céu

e permanecer (e;meinen) (repousar) sobre ele.

33       Eu não sabia (ouvk h;|dein)

           mas aquele que me enviou (o` pe,myaj me)

           a batizar com água, disse me:

           ‘Aquele sobre quem você vir

           o Espírito descer e permanecer (me,non),

           esse é quem batiza com o Espírito Santo’.

34       Eu vi, e dou testemunho: este é o Filho de Deus.”

 

3,16 “Pois Deus amou (hvga,phsen) de tal forma o mundo,

que entregou o seu Filho único,

para que todo o que nele crer não morra,

mas tenha a VIDA ETERNA (zwh.n aivw,nion).

17     De fato, Deus mandou (avpe,steilen) o seu Filho ao mundo,

não para condenar (julgar) o mundo,

mas para que o mundo seja salvo por meio dele.

3,28      Vocês mesmos são testemunhas daquilo que eu disse:

             ‘Eu não sou o Cristo,

             mas fui mandado (avpestalme,noj) à frente dele’.

 

3,34      De fato, aquele que Deus mandou (avpe,steilen)

fala as palavras de Deus,

porque Deus lhe dá o Espírito sem medida.

 

4,33    Os discípulos comentavam entre si:

             “Será que alguém trouxe alguma coisa para ele comer?”

34    Jesus disse:

              “O meu alimento (brw/ma) é

                fazer a vontade (to. qe,lhma)                                         (Pr 8,30)

                daquele que me enviou (tou/ pe,myanto,j me)

                e consumir/completar/realizar (teleiw,sw)                         (19,30)

                a sua obra.  (auvtou/ to. e;rgon)

 

4,38            Eu mandei (avpe,steila) vocês

                para colher aquilo que não é fruto da fadiga de vocês.

                Outros se afadigaram,

                e vocês entraram no fruto da fatiga deles.”

 

5, 22           O Pai não julga (=condena)(kri,nei) ninguém.

Ele deu ao Filho todo o poder de julgar(condenar)(kri,sin),

23           para que todos honrem o Filho,

               da mesma forma que honram o Pai.

               Quem não honra o Filho,

               também não honra o Pai que o enviou (to.n pe,myanta auvto,n).

 

24         “Em verdade,

             em verdade digo a vocês (avmh.n avmh.n le,gw u`mi/n):

quem ouve a minha (mou) palavra

e acredita naquele que me enviou (tw/| pe,myanti, me),

possui a VIDA ETERNA (zwh.n aivw,nion).

Não será julgado (=condenado)(kri,sin),

porque já passou da morte para a vida(zwh.n).

 

5,30      Eu não posso fazer nada por mim mesmo. (Pr 8,30)

Eu julgo (=condeno)(kri,nw) conforme o que ouço

e o meu julgamento (kri,sij) é justo,

porque não procuro fazer a minha vontade (to. qe,lhma),

e sim a vontade (to. qe,lhma)

daquele que me enviou (tou/ pe,myanto,j me).”

 

5, 33        Vocês mandaram (avpesta,lkate) perguntar a João,

e ele deu testemunho da verdade (avlh,qeia).

34        Embora eu não recebo testemunho

            da parte de nenhum homem,

            mas digo isso para vocês para que sejam salvos.

35       João era uma lâmpada que estava acesa e iluminava.

Vocês quiseram se alegrar, por um momento, com sua luz.

36       Eu, porém, tenho um testemunho maior que o de João:

           são as obras que o Pai me (moi) deu

           para consumir/completar/realizar (teleiw,sw).                          (19,30)

           Essas mesmas obras que eu faço dão testemunho de mim,

mostrando que o Pai me mandou (me avpe,stalken).

 

5,37    E o Pai que me enviou (o` pe,myaj me)

dá testemunho em meu favor.

Vocês nunca ouviram a voz dele,

nem viram a sua face.

38       e não tem a palavra dele

permanecendo (me,nonta) em vocês,

porque vocês não creem

naquele que Ele mandou (avpe,steilen).

 

6,28 Então eles perguntaram:

“O que é que devemos fazer (poiw/men)

para realizar as obras de Deus?”

29 Jesus respondeu:

“A obra de Deus é

que vocês creem naquele que ele mandou (avpe,steilen).”

 

6,38    pois eu desci do céu,

não para fazer a minha própria vontade (to. qe,lhma),  (Pr 8,30)

e sim para fazer a vontade (to. qe,lhma)

daquele que me enviou (tou/ pe,myanto,j me).

39       E a vontade (to. qe,lhma)

daquele que me enviou (tou/ pe,myanto,j me) é esta:

que eu não perca nenhum daqueles que ele me(moi) deu,

mas que eu os ressuscite no último dia (th/| evsca,th| h`me,ra).

 

6,43 Jesus respondeu:

“Parem de criticar.

44            Ninguém pode vir a mim(me)

se o Pai que me enviou (o` pe,myaj me) não o atrai,

e eu o ressuscitarei no último dia (th/| evsca,th| h`me,ra).

 

6,57      E como o Pai, que vive (zw/n),

me mandou (avpe,steile,n me)

e eu vivo (zw) pelo Pai,

assim, aquele que de mim se alimenta

          viverá (zh,sei) por mim.                                              (4,32.34; 6,27)

 

 

7,14 Quando a festa já estava pelo meio,

        Jesus foi ao Templo (i`ero.n)

        e começou a ensinar.                          (sentado como Rabi->7,37.40)

15    As autoridades dos judeus ficaram admiradas e diziam:

“Como é que ele sabe (oi=den) tanta instrução,

sem ter estudado?”

16 Então Jesus respondeu:

“Minha doutrina (=ensinamento) (didach.) não vem de mim,

mas daquele que me enviou (tou/ pe,myanto,j me).

17          Quem quiser fazer a vontade (to. qe,lhma) dele (Deus),

              ficará conhecendo (gnw,setai)

              se meu ensinamento (=minha doutrina)(didach/j)

              vem de Deus,

              ou se eu falo por mim mesmo.                                    (Pr 8,39)

18     Quem fala por si mesmo,

         procura sua própria glória;

         mas quem procura a glória

         daquele que o enviou (tou/ pe,myantoj auvto,n),

         é verdadeiro(avlhqh,j), e nele não há injustiça.

19     Não foi Moisés quem deu a Lei para vocês?

         No entanto, nenhum de vocês obedece à Lei.

         Por que é que vocês me querem matar?”

 

7,28     Então, enquanto ensinava (dida,skwn) no Templo (i`erw).

          Jesus exclamou:

                 “De fato vocês sabem (oi;date) (a meu respeito)

e sabem (oi;date) de onde eu sou (po,qen eivmi).

Ora, eu não vim por mim mesmo.                           (Pr 8,30)

Mas aquele que me enviou (o` pe,myaj me)

é verdadeiro(avlhqino.j),

e vocês nada sabem (oi;date) a seu respeito.

29              Mas eu sei (i=da) a respeito dele,

                  porque venho de junto dele,

                  e foi ele quem me mandou (me avpe,steilen).”

30  Procuravam, então prendê-lo.

Mas ninguém pôs a mão em cima dele,

porque a hora (w[ra) dele ainda não tinha chegado.

 

 

7, 31 Muitas pessoas do povo acreditaram nele e diziam:

"Quando o Messias vier,

será que vai fazer mais sinais (shmei/a) do que este fez?"

32 Os fariseus perceberam que a multidão

     murmurava tais coisas a respeito de Jesus.

     Então, os chefes dos sacerdotes (avrcierei/j) e fariseus

     Mandaram (avpe,steilan) guardas para prendê-lo.

33 E Jesus disse:

"Ainda vou ficar mais um pouco de tempo com vocês.

Depois, vou para aquele que me enviou (to.n pe,myanta, me).

 

8,15         Vocês julgam segundo a carne (=como homens),

mas eu não julgo (=condeno) (kri,nw) ninguém.

16         e se eu julgo (=condeno)(kri,nw),

             o meu julgamento (kri,sij) é verdadeiro (avlhqinh),

             porque eu não estou só,

             mas o Pai que me enviou (o` pe,myaj me) está comigo.

17      Na Lei de vocês está escrito

que o testemunho de duas pessoas é verdadeiro(avlhqh,j).

18         Eu Sou (evgw, eivmi) (8/)

o que dou testemunho de mim mesmo,

e também o Pai, que me enviou (o` pe,myaj me)

dá testemunho de mim."

 

8, 25 Então as autoridades dos judeus perguntaram:

"Quem és tu?"

Jesus respondeu:

"O que eu estou dizendo desde o começo.

26             Eu poderia dizer muita coisa a respeito de vocês,

                 e condená-los.

                Mas, aquele que me enviou (o` pe,myaj me)

                é verdadeiro(avlhqh,j),

                e eu digo ao mundo as coisas que ouvi dele."

27  Eles porém não conheceram (e;gnwsan)

que ele se referia ao Pai.

28  Jesus continuou dizendo:

"Quando vocês levantarem o FILHO DO HOMEM,

conhecerão (e;gnwsan) que Eu Sou (evgw, eivmi) (10/)

e que nada faço por mim mesmo,

               pois falo apenas aquilo que o Pai me ensinou.         (Pr 8,30)

29           Aquele que me enviou (o` pe,myaj me) está comigo.

               Ele não me deixou só,

               Porque eu sempre faço o que é de seu agrado."

30  Tendo falado essas coisas, muitos creram nele.

 

8,42 Jesus respondeu:

"Se Deus fosse pai de vocês,

vocês me amariam (hvgapa/te),

porque eu saí de Deus e venho dele.

Eu não vim por mim mesmo,

foi Ele que me mandou (me avpe,steilen).

9,3   Jesus respondeu:

           "Não foi ele que pecou, nem seus pais,

            mas ele é cego para que nele se manifestem (fanerwqh)

            as obras de Deus.

4          Cumpre fazermos as obras

            daquele que me enviou (tou/ pe,myanto,j me)

            enquanto é dia”

            Vem a noite, quando ninguém poderá trabalhar.

5          Enquanto estou no mundo, sou a luz do mundo."   8,12

6    Dizendo isso, Jesus cuspiu no chão,

      fez um pouco de lama com a saliva

      e com a lama ungiu (evpe,crise,n) os olhos do cego.   9,11

7    E disse:

            "Vá se lavar na piscina de Siloé."                       (2Rs 5,10; Is 8,6)

             (que quer dizer Mandado/Enviado (avpestalme,noj)).

      O cego foi, lavou-se, e voltou vendo.

 

10,36 O Pai me santificou (consagrou) (h`gi,asen(10,36; 17,17; 17,19; 17,19)

     e me mandou ao mundo. (avpe,steilen eivj to.n ko,smon)                (20,21)

     Por que vocês me acusam de blasfêmia, se eu digo que sou Filho de Deus?

11,3     Então as irmãs mandaram (avpe,steilan) a Jesus

       um recado que dizia:

             "Senhor, aquele a quem amas (filei/j) está enfermo."

11,41      Então tiraram a pedra.

          Jesus levantou os olhos para o alto (a;nw) e disse:

               "Pai, eu te dou graças porque me ouviste.         (12,27s; 17,1)

42            Eu sei (h;|dein) que sempre me ouves.               (17,8.21.23.25)

                Mas eu falo assim

                por causa das pessoas que me rodeiam,

                para que creiam que tu me mandaste (me avpe,steilaj)."

43      Dizendo isso, gritou com alta voz:

               "Lázaro, saia para fora!"

12,44 Então Jesus exclamou, dizendo:

                 «Quem crê em mim,

                   não é em mim que crê,

                   mas naquele que me enviou (to.n pe,myanta, me).

45               Quem me vê,

                   vê aquele que me enviou (to.n pe,myanta, me).

46     Eu vim ao mundo como luz,

para que todo aquele que crê em mim

não permaneça (mh. mei,nh|) nas trevas.

47     Se alguém ouve as minhas palavras

         e não observá-las (mh. fula,xh|), (preservá-las)             (12,25; 12,47; 17,12)

         não sou eu quem o julgo (condeno)

         porque não vim para julgar (condenar) o mundo,

         mas para salvá-lo  3,17.

48     Quem me rejeita e não acolhe as minhas palavras,

         já tem quem o julgue:

         a palavra que eu falei o julgar no último dia.

49     Porque eu não falei por mim mesmo.

mas o Pai, que me enviou (o` pe,myaj me),

ordenou me o que dizer e falar.

50          E eu sei (oi=da) que o mandamento (evntolh.) dele

é a VIDA ETERNA (zwh. aivw,nio,j).

Portanto, o que digo, eu o digo conforme o Pai me disse.»

 

14,24          Quem não me ama (o` mh. avgapw/n me),

              não guarda (threi) as minhas (mou) palavras.

              E a palavra que vocês ouviram não é minha,

              mas do Pai que me enviou (ou/ pe,myanto,j me).

25          Tenho falado estas coisas

permanecendo (me,nwn\) com vocês.                              (16,4a)

26          Mas o Advogado (para,klhtoj),    (14,16;14,26; 15,26; 16,7; 1Jo 2,1)

              o Espírito Santo (to. pneu/ma to. a[gion),                   (16,7-14)

              que o Pai vai enviar (o] pe,myei)

              em MEU NOME (ovno,mati mou),       (15,26)

              ele ensinará a vocês todas as coisas

              e fará vocês recordarem tudo o que eu lhes disse.”

 

15,20    Lembrem-se da palavra que eu disse a vocês:

         ‘o servo não é maior do que seu senhor’. (13,16; Mt 10,24; Lc 6,40)

         Se me perseguiram,

          vão perseguir vocês também;

          se guardaram (evth,rhsan) a minha (mou) palavra,

          vão guardar (thrh,sousin) também a de vocês.

21      Farão (poih,sousin) isso a vocês

          por causa de meu NOME (o;noma, mou),

          pois não sabem (ouvk oi;dasin) a respeito                           (1Jo 3,1)

          daquele que me enviou (to.n pe,myanta, me).

 

15,26 O Advogado (para,klhtoj),          (14,16;14,26; 15,26; 16,7; 1Jo 2,1)

          que eu enviarei para vocês (pe,myw u`mi/n) da parte do Pai,

          o Espírito da Verdade(to. pneu/ma th/j avlhqei,aj)

          que procede do Pai

          quando ele vier, dará testemunho de mim.

27    Vocês também darão testemunho de mim,            (At 1,8.21s; 5,32)

        porque vocês estão comigo desde o começo.”

 

16,4B      “Eu não lhes disse tudo isso desde o começo,

              porque eu estava com vocês.                                    (Lc 22,53)

5            Mas agora eu vou

              para aquele que me enviou (to.n pe,myanta, me).       (13,36; 14,2s)

              E ninguém de vocês pergunta para onde eu vou?

6            Mas porque eu lhes disse essas coisas,

              a tristeza encheu o coração de vocês.                            (14,1)

7            Entretanto, eu lhes digo a verdade (avlh,qeian):

              é melhor para vocês que eu vá,                       (14,16.26; 15,26)

              porque, se eu não for,

              o Advogado (para,klhtoj)             (14,16;14,26; 15,26; 16,7; 1Jo 2,1)

              não virá para vocês.

              Mas se eu for,

              eu o enviarei (pe,myw auvto.n) para vocês.                         (14,16)

17,3           Ora, a VIDA ETERNA (zwh.n aivw,nion) é esta:

             que eles conheçam (ginw,skwsin) a ti,           (1Jo 5,20; 1Cor 8,6-7)

              o Deus único e verdadeiro (to.n mo,non avlhqino.n qeo.n),

                  (5,44;1Jo 5,20)

              e aquele que tu mandaste (avpe,steilaj), Jesus Cristo.

 

17,7           Agora, eles conhecem (e;gnwkan)

             que tudo quanto me (moi) deste provém de ti,

8           porque eu lhes dei as palavras que me deste.

Eles as acolheram e conheceram (e;gnwsan),

verdadeiramente (avlhqw/j),

que eu saí de junto de ti,

e creram

             que tu me mandaste (me avpe,steilaj).    (Jo 5,36; 6,57; 11,42; 17,25)

 

17,15        Não rogo que os tires do mundo,

mas que os guarde (thrh,sh|j)

do Maligno (tou/ ponhrou/).

(1Jo 2,13; 2,14; 3,12; 5,18; 5,19; Jo 17,15; Mt 6,13)

16        Eles não são do mundo,

como eu não sou do mundo.

17        Santifica-os (Consagra-os) (a`gi,ason auvtou.j)(10,36; 17,17;17,19;17,19)

            na verdade(avlh,qeia):

            a tua palavra é a verdade(avlh,qeia).

18        Assim como tu me mandaste (avpe,steilaj) ao mundo,       (20,21)

            eu também os mandei (avpe,steila auvtou.j) ao mundo.

19        Em favor deles eu me santifico (consagro),

a fim de que também eles

sejam santificados (consagrados) na verdade (avlh,qeia).”

20 “Eu não rogo somente por eles,

           mas também por aqueles que hão de crer em mim

           por causa da palavra deles.

21       Que todos sejam um,

           como tu, Pai, estás em mim e eu em ti.

           Que também eles estejam em nós,

           a fim de que o mundo creia

que tu me mandaste (me avpe,steilaj).

22       Eu dei a eles a glória que tu me (moi) deste,

para que eles sejam um, como nós somos um.

23       Eu neles e tu em mim,

           para que sejam eles

           consumados (teteleiwme,noi) na unidade,                           (19,30)

           e para que o mundo conheça (ginw,skh|)

           que tu me mandaste (me avpe,steilaj)

           e que os amaste (hvga,phsaj), como amaste (hvga,phsaj) a mim.

24       Pai, eu quero  que os que tu me(moi) deste,

           estejam comigo onde eu estou,

           para que eles contemplem a minha glória

           que tu me (moi) deste,

           pois me amaste (hvga,phsa,j) antes da criação do mundo.

25       Pai justo, o mundo não te conheceu (e;gnw),

mas eu te reconheci (e;gnwn).

E estes conheceram (e;gnwsan)

que tu me mandaste (me avpe,steilaj).

26       E eu lhes revelei (=dei a conhecer) (evgnw,risa)                  (15,15)

           o teu NOME (o;noma),

           e o revelarei (=darei a conhecer) (gnwri,sw),                     (15,15)

           para que o amor (avga,ph)

           com que me amaste (hvga,phsa,j)

           esteja neles,

           e eu mesmo esteja neles.”

 

18,24       Então Anás mandou-o (avpe,steilen auvto.n) amarrado

para o sumo sacerdote (avrciere,a) Caifás.

 

20,21    Jesus disse de novo:

“A paz esteja com vocês (Eivrh,nh u`mi/n).        (14,27; Lc 24,36)

                    (14,27;14,27; 16,33; 20,19; 20,21; 20,26)

Assim como o Pai me mandou (avpe,stalke,n me),

eu também envio vocês (pe,mpw u`ma/j).”

22   Tendo falado isso,

       soprou                          (Gn 2,7;  Ez 37,9) (evmfu,as,w= transmissão de vida)

       sobre eles, dizendo:

“Recebam                             (4,14; 7,37; Ap 21,6; 22,17 Lc 23,46)

o Espírito Santo (pneu/ma a[gioj).                                     (14,16.26; 15,26)

23             A quem perdoardes os pecados,                            (Mt 16,19)

                  serão perdoados.                                                     (1,29)

                  A quem os retiverdes,

                  Serão retidos.”

Leave a Reply